Tempo de leitura: 2 minutos

Aromaterapia é considerada uma medicina, uma terapêutica natural complementar que utiliza os óleos essenciais 100% puros para a prevenção ou tratamento complementar de problemas físicos, emocionais e energéticos.

Desta forma proporciona o bem estar geral da pessoa em questão. A Aromaterapia atua no organismo como um todo e não apenas em partes, pois o seu principal objetivo é equilibrar o corpo e a mente.

No entanto é importante ter em atenção de que a Aromaterapia NÃO substitui a medicina convencional nem a medicação, ou invalida as opiniões e diagnósticos de profissionais de saúde ou farmacêuticos!

|A Aromaterapia COMPLEMENTA a medicina convencional!

Se está a haver toma de medicação, esta não deve ser interrompida sem conhecimento do profissional de saúde, só porque se utilizam Óleos Essenciais.

Sendo a Aromaterapia uma terapia complementar, o ideal é poder tirar-se o melhor dos dois mundos.

Atuação da Aromaterapia

Os Óleos Essenciais têm ação terapêutica no nosso organismo e isso acontece através de 3 vertentes de ação da Aromaterapia: a Aromática, a Física e a Emocional.

Na vertente aromática, vamos sempre sentir o cheiro/odor/aroma do óleo essencial. Na vertente fisica, vai ter sempre uma ação direta com o nosso organismo/fisiologico. E além, seja qual for a forma de utilização, vamos ter sempre a vertente emocional no nosso organismo.

Ao inalar um óleo essencial, automaticamente, este vai ser interpretado pelo cérebro (mais concretamente pelo sistema límbico), que identifica o odor para uma determinada sensação/emoção. O sistema límbico é o chamado de “cérebro emocional” e é responsável pelas nossas emoções, instintos e memórias a longo prazo (muitas delas são mesmo hereditárias).

Quando inalamos um óleo essencial ele vai comunicar diretamente com o nosso sistema límbico para que ele possa identificar o cheiro. Além disso, vai também entrar em contacto com os nossos pulmões, através das nossas vias respiratórias, dando-se, também, a vertente física.

É muito interessante podermos perceber como tudo isto funciona, na realidade e perceber que a Aromaterapia é muito mais do que simples cheirinhos para ambientar a casa.

Na realidade, muitos dos óleos Essenciais nem têm o melhor aroma do mundo, no entanto acabamos por nos adaptar a eles, sobretudo pelo bem que nos fazem!

Desafios de principiante

No início, o uso dos óleos essenciais pode ser desafiante.

É muita informação e, na grande maioria das vezes as pessoas ainda não têm consciência do poder terapêutico que eles têm.

Perceberem em que situações podem usar, em que ajudam, como ajudam ou até como usar, principalmente se estiverem sozinhos nessa descoberta aromática e terapêutica.

A maioria das pessoas que nos procuram relatam mesmo isto: “a dificuldade em perceber como tudo funciona”, principalmente se o quiserem fazer sozinhos e sem conhecimento, pois isso pode trazer consequências se o uso não for adequado.

No entanto quando começam a ter conhecimento e perceber que a Aromaterapia é muito versátil e que a podem utilizar nas mais variadas situações e necessidades do seu dia a dia, ficam rendidos ao poder da natureza. Desde usar num difusor para purificar o ar, para questões emocionais, para limpeza e até produtos de cosmética! É fantástico vermos a evolução de cada uma destas pessoas.

E é mesmo nisto que acreditamos: que todas as pessoas podem usufruir dos benefícios da Aromaterapia e dos Óleos Essenciais! 

Desta forma, no Centro Português de Aromaterapia Integrativa ajudamos diariamente pessoas e famílias a iniciar o uso dos Óleos Essenciais em segurança em prol de um bem estar maior.

Vem conhecer-nos.

Uma resposta

Deixe um comentário